Professores temporários de Tauá reclamam de descontos de até R$ 400,00 nos salários de agosto

Professores temporários da Rede Municipal de Ensino de Tauá estão cobrando uma explicação da Secretaria de Educação, sobre descontos no pagamento dos salários referentes ao mês de agosto, pagos nesta sexta-feira, 31.

Vários profissionais entraram em contato com a Rádio Difusora, dizendo-se surpresos com a medida adotada, justificando que estão trabalhando desde o dia 06 de agosto, quando foi iniciado o segundo semestre letivo e não aderiram a greve dos professores efetivos.

Professores que pediram para não terem seus nomes divulgados temendo represálias por parte da Prefeitura de Tauá, disseram que o desconto nos salários de profissionais com carga horária de 40h, chegou a R$ 400,00.

Assinatura de contratos

Outra situação que está causando estranheza na categoria é a assinatura dos contratos temporários que está acontecendo no decorrer dessa semana, mas com data retroativa a 29 de junho e sem o pagamento dos salários de julho.

Alguns profissionais disseram que mesmo correndo o risco de serem demitidos, levarão o caso ao conhecimento do Ministério Público, alegando que o Termo de Ajustamento de Conduta firmado no início do ano, está sendo descumprido.

Professores efetivos retornaram as atividades

Nesta sexta-feira, 31, os professores efetivos que estavam em greve desde o dia 13 de agosto, retornaram ao trabalho após o prefeito Carlos Windson conseguir uma liminar no Tribunal de Justiça, derrubando o movimento da categoria que luta pelo reajuste salarial de 2018 que ainda não foi concedido.

Leia também

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites