Polícia Civil de Tauá prende na Rodoviária, acusado de homicídio em Quiterianópolis

A Polícia Civil de Tauá prendeu na noite desta terça-feira (24), o homicida José Remy Mota Pereira, acusado de participação no crime de homicídio ocorrido na localidade de Malhada da Areia, no município de Quiterianópolis, em que foi vítima foi o doente mental Joelson Alves Lima, 39 anos, morto a tiros na madrugada do dia 21 de janeiro de 2013, no interior do imóvel onde morava na citada localidade.

Investigação

As investigações da Polícia Civil realizadas na época em que o fato aconteceu, identificaram duas pessoas como sendo autoras do crime, Antônio Cleisiano Rodrigues Mota e José Remy Mota Pereira.
Cleisiano foi preso por policiais do Batalhão de Divisas, poucas horas após o crime. O mesmo foi conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil de Tauá e confessou ser o autor dos disparos que atingiram Joelson ocasionando a morte do rapaz. Clasiano agiu em companhia de Remy, que se evadiu após a prática do homicídio.

Segundo envolvido preso em Tauá

Na noite desta terça-feira (24) a Polícia Civil recebeu uma denuncia anônima informando que Remy estaria viajando em um ônibus que passaria pelo terminal rodoviário de Tauá. Imediatamente uma equipe da Polícia Civil constituída pelos delegados Danilo e Adriano Queiroz, inspetores Salatiel, Barbosa, Aldízio, Joseph e escrivão Marcelo, montaram uma campana e fizeram a prisão do Remy, que já tinha em seu desfavor um mandado de prisão expedido pelo Juiz da Comarca de Quiterianópolis, pela prática de homicídio.
Com a prisão dos acusados, o crime cometido contra o Joelson está totalmente elucidado e os autores recolhidos ao cárcere da 14ª Delegacia à disposição do Judiciário.

Lindon Johnson

Leia também

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites