DJ Ivis é preso, anuncia Camilo Santana

Pamella Holanda agradece apoio após divulgação de agressões: ‘Que tudo isso encoraje mais mulheres’

Ele foi levado para a Delegacia Metropolitana do Eusébio (Grande Fortaleza), que investiga o caso, e chegou ao local no início da noite.

“A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido”, disse Camilo.

O Diário do Nordeste solicitou à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) mais informações sobre a prisão e aguarda posicionamento. A reportagem também tenta contato com os advogados do DJ e de Pamella Holanda.

Até esta quarta-feira, a Polícia Civil já tinha ouvido nove pessoas na investigação sobre o caso de violência doméstica. Os depoimentos foram colhidos desde o início da apuração da denúncia, quando foi realizado um Boletim de Ocorrência, no dia 2 de julho.

Ainda nesta quarta-feira, a empregada doméstica da casa de DJ Ivis e Pamella prestou depoimento. Durante cerca de três horas, ela relatou o que sabia da rotina do casal. À Polícia, segundo apuração do Sistema Verdes Mares, ela disse que havia muitos conflitos e discussões motivadas por ciúmes, mas que nunca presenciou agressões físicas.

Ela informou, também, que não estava no local no dia em que houve o espancamento divulgado em vídeos.

DEPOIMENTOS À POLÍCIA

Pamella Holanda depôs na segunda-feira (12). Neste dia, ela recebeu uma guia para repetir o exame de corpo de delito, a ser feito em 30 dias. O objetivo é identificar o grau das lesões provocadas pelas agressões.

Dentre os ouvidos, estão também a babá da filha do casal, a mãe de Pamella e o motorista do agressor — ambos aparecem nas imagens que mostram a vítima sendo espancada pelo DJ.

Flay anuncia cancelamento de música e clipe com DJ Ivis após caso de agressão

Zé Felipe afirma que deve regravar música ‘Galega’ sem DJ Ivis, após caso de agressão

MC Danny, parceria de DJ Ivis em hit, desabafa sobre agressão: ‘que a justiça seja feita’

MPCE ACOMPANHA O CASO

O Ministério Público Estadual (MPCE) acompanha o caso e se colocou à disposição de Pamella, por meio do Núcleo de Apoio às Vítimas de Violência, tanto para serviços de apoio como para orientações jurídicas.

Desde o último dia 4 de julho, Pamella já tem o amparo de medidas protetivas, solicitadas pela Polícia Civil e concedidas em caráter de urgência com base na Lei Maria da Penha.

Por meio da decisão, DJ Ivis deve manter uma distância mínima de 100 metros da ex-esposa e de seus familiares, além de ficar proibido de manter contato com eles.

Matéria Diário do Nordeste

Leia também

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites