Brasileira que participou do ‘Big Brother’ Itália revela infância difícil e que pediu comida na rua

A brasileira Dayane Mello, que participou do “Grande Fratello Vip”, o “Big Brother” da Itália, concedeu entrevista ao programa Fantástico, da TV Globo, neste domingo (8). Na ocasião, a modelo recordou a infância difícil que passou. “Lembro da gente descalço, pedindo comida na rua“, externou, completando que a família não lhe deu riqueza, mas lhe deu valores, o que a faz crer que foi o que a levou a chegar onde chegou.

Mesmo diante aos percalços, ela sente-se orgulhosa dos caminhos que trilhou e da sua história de vida em um modo geral. “Eu tenho coisa assim de abandono. Lembro de imagens na minha cabeça que uma menina de três não deveria nunca passar na vida.

Sobre a mensagem que recebeu da mãe biológica, Ivone dos Santos, que a abandonou quando criança, ela fala: “O passado faz parte daquilo que eu sou hoje, e eu não quero ser uma mulher, uma mãe, uma filha que julga se ela fez a coisa certa ou errada. A gente tem que se concentrar no presente e o que vai ser na vida”.

Depois de enfrentar 11 paredões no reality show, Dayane Mello ocupou o 4º lugar na disputa. Embora não tenha sido a vencedora, ela conquistou fãs tanto na Itália quanto no Brasil, onde ficou mais conhecida devido à perseguição que estava sofrendo no “Grande Fratello Vip”.

História de vida

Natural de Joinville, em Santa Catarina, a brasileira de 31 anos de idade foi criada sem a mãe. Aos cinco, os quatro irmãos e ela foram morar com o pai e. Foi aos 16 que ela particiou de um concurso de modelos de uma TV Local, que lhe deu a oportunidade de viajar ao Chile

Dayane Mello mudou-se para a Itália no ano de 2014 e antes de ir para o “Grande Fratello Vip”, ela participou de outros dois programas do mesmo segmento, entre eles o “Ilha dos Famosos”, que envolve provas de resistência e outras dinâmicas de convivência.

Morte do irmão caçula

Também durante o “Grande Fratello Vip”, a modelo viveu momentos felizes e tristes, como o romance com outra participante do programa e a notícia de que o irmão caçula havia morrido em um acidente de carro na cidade de Lontras, interior de Santa Catarina.

Ela poderia desistir do reality show, mas decidiu continuar. “Ele era o nosso bebezinho. Eu troquei as fraldas, o vi começar a caminhar. Ele era o xodó da nossa família. Eu tive sorte porque os meus amigos esqueceram do jogo e estavam muito perto de mim”, conta.

Apoio

Por causa do fato com o irmão de Dayane Mello, os fãs enviaram um avião que sobrevoou a casa do “Grande Gratello Vip” com a mensagem: “Fique firme”. “Meu coração batia muito forte. Muito, muito, muito forte com as mensagens de amor, e isso me fez ser muito mais forte porque era realmente muito estimulante saber que eu entrei no coração das pessoas de alguma maneira”.

Quanto ao romance que viveu dentro do programa com a atriz italiana Rosalinda Cannavò, Dayane Mello enfatiza que “o amor pode nascer, pode brotar aonde seja. Não tem diferente de sexo. Se amanhã eu me apaixonar por uma mulher, eu vou viver esse amor. Se amanhã eu me apaixonar por um homem, eu vou viver esse amor. Esse é o ponto”.

Leia também

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites