Tauaense assassinado no Estado do Maranhão e família pede ajudar para trasladar o corpo

O tauaense Cícero Gledson Pedrosa, 39 anos, que trabalhava como flanelinha na cidade de Imperatriz no Estado do Maranhão, distante 226 quilômetros da capital São Luiz, foi assassinado na noite da quinta-feira (05).

A vítima que tem familiares residentes nos Bairros Alto Brilhante e Manoel Alves Mota em Tauá, foi assassinada com uma facada no tórax.

Motivação

Segundo a Polícia, Gledson tinha chegado há cerca de 15 dias em Imperatriz vindo do Estado do Pará, e passou a trabalhar vigiando veículos na rua e a disputa por espaço na Rua Ceará, no Bairro Quatro Bocas, teria gerado discórdia com um homem identificado apenas por Bob, que revoltado com a presença do tauaense no local, resolveu assassiná-lo. Bob foi preso em flagrante logo após o crime.

O corpo de Gledson foi levado para o IML de Imperatriz, e familiares do rapaz apelam nas redes sociais com o objetivo de obterem ajuda financeira para fazer o translado do corpo para Tauá.

Gledson era filho de Leonço de Souza Pedrosa e Maria de Jesus Cavalcante, residentes na Rua São Geraldo no Bairro Manoel Alves Mota.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Imperatriz. Esse foi o segundo homicídio ocorrido no mês de março na cidade de Imperatriz.

Repórter Lindon Johnson

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites