Réu é absolvido em Sessão do Júri Popular de Tauá

O Tribunal do Júri Popular de Tauá, absolveu o réu Iderlânio Pereira Bezerra do crime de homicídio em que foi vítima o Francisco de Souza Melo, que era conhecido pela alcunha de Boião.

 

Boião foi assassinado a golpes de faca, no início da noite do domingo, 04 de agosto de 2012, em frente a um bar na Alameda Lili Feitosa, no Bairro Bezerra e Souza.

 

Segundo as investigações realizadas pela Polícia Civil na época em que o crime aconteceu, Iderlânio e Boião bebiam juntos no Bar da Selma, no Prourb, e durante a bebedeira se desentenderam. Boião agrediu Iderlânio com um pedaço de madeira, e este sacou uma faca e golpeou o desafeto com um único golpe no peito esquerdo. A vítima ainda foi socorrida para o hospital, mas não resistiu.

 

Uma patrulha da PM comandada pelo Major Sérgio, fez a prisão do autor do crime horas depois do acontecido.

 

Iderlânio que alegou legítima defesa, passou seis meses no cárcere, mas obteve o relaxamento da prisão e desde então, aguardava o julgamento em liberdade.

 

Na Sessão de ontem (segunda-feira 10), ele foi julgado e absolvido pela maioria dos Jurados. Após o resultado proferido pelo Juiz Dr. Tadeu que presidiu o Júri, a Promotora de Justiça Dra. Karine Mota, disse que vai apelar da decisão no Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE).

 

Atuaram na defesa do réu os advogados Dr Joab e Dr. Carmelina. A Sessão do Júri Popular foi realizada no Fórum Dr. Fábio Augusto Moreira de Aguiar.

 

Lindon Johnson

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites