Pedra Branca Assaltante morre em confronto com o BPRaio de Mombaça

O caso aconteceu na madrugada desta terça-feira (26) em Pedra Branca, no Distrito de Santa Cruz do Banabuiú, ou Vila de Cruzeta como é mais conhecido o lugar.

O Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensiva e Ostensivas, foi informado que havia um homem armado em um prédio abandonado onde anteriormente funcionava um posto da Polícia Rodoviária Federal. Quando os policiais foram checar a denúncia o homem que se encontrava escondido no imóvel abandonado efetuou disparos contra a viatura do Raio e houve revide por parte dos policiais. No confronto o atirador tombou sem vida. Tratava-se do Francisco Antônio Soares de Almeida, vulgo “Chico do Zé Lino”.

Investigado

Chico já estava sendo procurado pela Polícia, pois um trabalho conjunto das Delegacias de Polícia Civil de Tauá e de Pedra Branca, revelou que o mesmo tinha envolvimento com o latrocínio ocorrido no último dia (19), quando aconteceu uma tentativa de assalto na BR 226, à altura do Sítio Garapinha/Pedra Branca, em que foi vítima o caminhoneiro Luiz Carlos Pinheiro dos Santos, assassinado a tiros quando trafegava no citado trecho da rodovia federal.

Na noite do dia (19) Luiz Carlos viajava em um caminhão Ford Cargo, em companhia do seu patrão quando dois indivíduos surgiram na pista anunciando o assalto. Naquele momento Luiz Carlos estava no banco do passageiro, pois o patrão dele havia assumido o volante. O motorista não atendeu a ordem de parada anunciada pelos meliantes que atiraram no para-brisas do carro atingindo Luiz Carlos que morreu quando estava sendo socorrido para o Hospital de Independência.

Logo após o crime, o Delegado Regional de Polícia Civil de Tauá, Gisleian Lima e inspetores da 14 Delegacia, apreenderam na localidade de Sítio Garapinha, na zona rural de Pedra Branca, um menor que confessou participação no crime e revelou o nome do comparsa, Chico do Zé Lino, que na madrugada desta terça-feira morreu em confronto com o Raio.

Após a troca de tiros, os policiais trataram de socorrer Chico do Zé Lino para o hospital de Pedra Branca, mas ele veio a óbito antes mesmo de chegar no hospital.

Com o mesmo os policiais apreenderam um revólver calibre 38, com quatro munições deflagradas e duas intactas. A arma e a munição foram apresentadas na Delegacia Plantonista de Tauá ao Delegado Adriano Queiroz. Segundo o Delegado Adriano, o crime do caminhoneiro já está totalmente elucidado, pois um dos envolvidos está apreendido e o segundo envolvido morreu ao se confrontar com a Polícia.

Repórter: Lindon Johnson

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites