Irmã de vigilante que praticou o suicídio em Tauá morreu abalada com a morte do irmão

Familiares do vigilante Dedé Julião, que praticou o suicídio na manhã do último sábado (20), voltaram a ser abalados com mais uma morte na família em menos de 48 horas.

Leilane Julião, passou mal durante o velório do irmão Dedé, e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e depois para o Hospital Dr. Alberto Feitosa Lima, com um quadro de saúde que inspirava cuidados com a pressão arterial bastante elevada.

Ela foi transferida para um hospital de Fortaleza, mas não resistiu vindo a óbito por volta das 23h deste domingo (21).

O corpo do vigilante foi sepultado no final da tarde deste domingo (21) no Cemitério São Judas Tadeu, nesta cidade. Já o corpo de Leilane será trasladado para Tauá.

A jovem senhora trabalhava na Loja Agamenon Variedades que divulgou nota de pesar lamentando a morte da funcionária.

Lindon Johnson

A foto mostra os irmãos Dedé e Leilane Julião

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites