Indeferido pelo TRE, Domingos Filho deixa a disputa e Patrícia Aguiar assume candidatura a Dep. Estadual

Após ter candidatura negada pelo Tribunal Regional Eleitoral, por 3×1, nesta sexta-feira, 14, o ex-presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Domingos Filho (PSD), anunciou sua saída da disputa para apoiar a esposa, Patrícia Aguiar (PSD), para o cargo de deputado estadual.

“O meu nome sai da disputa eleitoral, mas teremos em nossa chapa do PSD o nome de uma mulher guerreira, honesta e de mãos limpas: Patrícia Aguiar”, disse Domingos, em nota. “Ao lado de Patrícia, irei percorrer esse Estado com a mesma garra, coragem e espírito público que tive durante esses 30 dias de campanha”, disse.

O próprio Domingos já havia afirmado que antes que a candidatura da esposa funcionava como “reserva”, caso o seu registro fosse indeferido pela Justiça. Com a decisão, o ex-conselheiro deve priorizar campanha da esposa e do filho, Domingos Neto (PSD), a deputado federal.

Na nota, o ex-presidente do TCM destaca que seu indeferimento não ocorreu “por qualquer malfeito”. Por 3 votos a 1, a Corte seguiu entendimento do relator Roberto Viana Diniz de Freitas e decidiu que Domingos é inelegível por ocupar, ainda que em status de disponibilidade, cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A candidatura de Domingos havia sido contestada pelo eleitor José Adalberto Feitosa Rodrigues, aliado do Dep. Audic Mota, principal oponente do denunciante na Região dos Inhamuns. Domingos contestava a impugnação, afirmando que sua disponibilidade ocorreu em caráter de “aposentadoria compulsória”, sem chance de aproveitamento. Ex-presidente do TCM, ele foi colocado “à disposição” do TCE após extinção da Corte.

Com informações do Jornal O Povo Online

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites