Atraso de salário: garis realizam paralisação de 24h em Tauá

Mais uma vez os garis de Tauá paralisaram as atividades por um período de 24h para protestar contra o atraso no pagamento dos salários do mês de maio. A categoria vem passando por essa situação desde o mês de outubro de 2017, quando ocorreu o primeiro atraso e a partir daí, a gestão perdeu controle da situação.

A coleta de lixo de Tauá é feita pela Empresa Ecoservice, que presta serviços para a Prefeitura de Tauá. Praticamente todos os meses, os garis precisam realizar manifestação para cobrar o pagamento.

Na Câmara Municipal, em quase todas as sessões o assunto é tratado pelos vereadores. Em um desses debates, o vereador Ronaldinho Feitosa, PSD, disse ter recebido uma informação que a empresa não consegue honrar com seus compromissos porque a Prefeitura de Tauá não vem fazendo os repasses em dia. O parlamentar disse que a situação dos donos de caminhões contratados para fazerem a coleta de lixo é muito mais grave, porque o atraso chega a 6 meses.

Já os vereadores da bancada de situação negam que o atraso nos repasses para a empresa, afirmando que no máximo a dívida chega a 3 meses.

Para dirimir dúvidas, o vereador Ronaldinho chegou a sugerir que o dono da empresa fosse convidado para ir a Câmara Municipal esclarecer a situação.

Garis receberam o pagamento de maio

Após a paralisação ocorrida nesta terça-feira, 19, o pagamento foi efetuado e a categoria voltou ao trabalho na manhã desta quarta-feira, 20, com muito lixo nas ruas para ser recolhido.

 

Leia também

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites