Após observar jogos do sub-20, Lisca utilizará 7 atletas em 2019

Com longa carreira nas categorias de base, o técnico analisou jogos do Ceará no sub-20 neste ano e subirá para os profissionais 7 jogadores, que terão a chance de se destacar no time principal

Felipe Jonantan é um dos exemplos de sucesso da base. ‘Matou a Série A no peito’ e cavou vaga no profissionalFOTO: KID JUNIOR

 

Para 2019, o Ceará pretende, além de formar um elenco forte, utilizar um bom número de jogadores das categorias de base, dando suporte para o técnico Lisca e visando as 4 competições que terá: Campeonato Cearense, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série A.

O treinador espera contar com pelo menos 7 atletas da base: Gimenez e Matheus (laterais), Matheus Lira, Vinícius e Jorge (volantes), Eduardo e Rick (atacantes). A lista teria 8 atletas, mas o meia Kendy, que também estava nos planos do treinador, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e vai precisar passar por cirurgia, ficando de fora de boa parte da próximo temporada.

O treinador comentou a utilização destes jovens jogadores em 2019. “Será importante utilizá-los, entrando pontualmente, compondo banco, principalmente neste primeiro momento em que teremos o Campeonato Cearense a Copa do Nordeste, mais a Copa do Brasil. Não poderemos jogar com o mesmo time. Precisamos ter dois times fortes e uma garotada da base para dar sustentação”.

Lisca lembrou que já trouxe estes garotos da base para treinar com o profissional este ano. “Eu já peguei para treinar muitos deles, e estes 7, 8, me ajudarão bastante. Cabe a eles aproveitar a oportunidade, mostrar com o Arthur, o Felipe Jonatan, não tenho receio nenhum de colocar, estou acostumado, agora é muito mais o trabalho deles, espaço que será dado”.

O presidente do Ceará, Robinson de Castro, destacou o papel de Lisca na captação destes jogadores para o grupo profissional. O mandatário lembrou da chance que o treinador deu para Felipe Jonatan, cria da base que não tinha oportunidades. “O Lisca sempre aposta em garotos. O Arthur e o Felipe Jonatan são grandes exemplos. Se não tivesse a coragem do Lisca de lançar ele, o Felipe para jogar contra o Corinthians, ele ia ficar no banco mofando, só treinando. E o menino foi bem demais e estourou. Esse lado da coragem é muito importante pois o Lisca veio da base. Ele assistiu muito jogo do sub-20. Foi um dos poucos – para não dizer o único – que foi para o PV, para a Cidade Vozão acompanhar os jogos”.

Titular do Ceará na reta final da Série A, Felipe Jonatan agradeceu ao técnico Lisca e espera que os garotos da base que iniciarão 2019 no profissional, consigam crescer como ele.

“Depois de tanto empenho e trabalho, chegou um cara para olhar para me e acreditar no meu futebol. Muita gratidão pelo apoio e oportunidades que o Lisca me concedeu. São meninos que tem um futuro brilhante, a base do Ceará sempre vem se destacando no Estado e nacionalmente. E tenho certeza que se tiverem oportunidades datam conta do recado. Um dos atletas que aposto muito para 2019 é o volante Matheus Lira”, disse ele.

Cifras

Os garotos da base tem rendido boas cifras ao Ceará após chegarem aos profissionais. O atacante Arthur foi vendido para o Palmeiras por R$ 5 milhões (por 50% dos direitos), enquanto outro atacante, Robinho, foi negociado por R$ 1 milhão para o Columbus Crew/EUA. Já Felipe Jonantan, tem multa de R$ 15 milhões e contrato até 2022

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 – www.difusorataua.com.br – Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Auranet Hospedagem de sites